Sign up with your email address to be the first to know about new products, VIP offers, blog features & more.

[mc4wp_form id="6"]

Bate papo

Oi, sumida!

By Posted on 0 10

Olha só quem está dando as caras aqui depois de alguns meses sem atualizar esse blog \o/. Eu poderia listar os motivos pelo qual acabei me ausentando, mas a verdade é que nenhum deles foi mais forte do que um velho questionamento que carrego comigo: “Será que alguém ainda lê blogs?” porque as vezes, a sensação que eu tenho é de estar falando sozinha e isso é tão frustrante! Não é fácil alimentar todas as redes com conteúdo relevante! E o mínimo que esperamos é que tenha alguém do outro lado da tela prestando atenção, sabe?

Eu entendo, de verdade, que cada vez mais, estamos sem “tempo” e que são muitas as redes para administrar. O dia acaba e a gente não dá conta de tudo! Falo com propriedade pois também me incluo nisso. Eu mesma confesso que já não entrava em blogs há muito tempo, e olha que eu sou das antigas – amava acompanhar blogs e a lista de visitas diárias era enorme! Mas aí, veio o Instagram, Youtube e a demanda de trabalho e responsabilidades cada vez maiores… quando me dei conta, eu já nem lembrava mais todas as pessoas que eu costumava visitar.

Ensaiei uma retomada ainda no primeiro semestre desse ano, e tantas coisas me aconteceram de abril para cá, que novamente me vi ausente. Foi então que parei de me cobrar e pensei: a hora que eu estiver pronta, eu volto! Até porque eu não queria estar aqui pela obrigação de manter esse espaço atualizado, mesmo que não fosse através de um conteúdo de qualidade. Encher linguiça nunca foi a minha.

Pois bem, estou aqui. Ainda me sentindo um tanto esquisita – pela quantidade de tempo que estou off – porém feliz, pois em todo recomeço, eu ganho uma motivação especial. E o que seria de nós, se não tivéssemos sempre a oportunidade de Re-começar.

É muito louco como a gente fica depois de tanto tempo sem escrever. A cabeça fica preguiçosa! Mesmo quando escrever sempre foi um ato rotineiro. Me perdoem se eu cometer algum deslize no português ou simplesmente me perder no meio texto, rs. Aos poucos, tudo vai se encaixando novamente.

A propósito, hoje visitei blogs antigos (lá da minha época – onde comecei – 2002) e foi incrível perceber que muitos deles já não existiam mais ou não estavam recebendo mais atualizações. É uma pena! No entanto, fiquei feliz por ver que os poucos que me restaram ainda continuam a todo vapor – estou falando de: Just Lia | Chata de galocha | E aí, beleza | Tour da Beleza | Coisas de diva, entre outros.

Mas é isso pessoal! Se ainda existe alguém por aqui, diga um Oi! nos comentários! Isso acalentará meu coração! Mas se não houver, sei que novos chegarão!

Até o próximo post! (que vai ser loguinho,juro!).

Compartilhe este artigo

Seja você um incentivador de pessoas

Não é tão mais fácil quando convivemos com pessoas que torcem por nós, especialmente quando o assunto é o nosso trabalho? Seria muito bom se fosse sempre assim não é mesmo? Penso que, se todos nós fôssemos incentivadores uns dos outros, a vida certamente seria muito mais leve. Haveria muito mais amizade, muito mais companheirismo e todos conspirariam para uma corrente do bem!
incentive-as-pessoas
Mas, sabemos que nem sempre é assim. Me pergunto por que alguém perde seu tempo tacando pedra no caminho do outro. Por que tanta competitividade? Por que aplaudir o sucesso do outro gera tanta inveja?

Dia desses encontrei um velho “amigo”, que não via há muitos anos. E em poucos minutos de conversa, ele me perguntou o que eu “fazia da vida?” prontamente respondi que havia me tornado maquiadora profissional, que tinha um atelier entre outras atribuições autônomas Na mesma hora pude perceber um olhar de descontentamento ou quem sabe ignorância. Imediatamente fui rebatida com outra pergunta: “Tá, mais e você, não fez faculdade?É sério que esse é o seu trabalho mesmo?”.

Com o tempo, aprendi que não preciso dar satisfações e que também não preciso da aceitação das pessoas para direcionar os meus caminhos. Quem sabe o que é melhor para mim, é Deus e eu mesma. Mas, embora eu soubesse disso, tentei fazê-lo entender que ser maquiadora foi a profissão que eu me permiti escolher e que sou muito feliz por exercê-la.

 

Muitos ainda não entendem (as vezes por falta de conhecimento mesmo) como alguém pode abrir mão da vida acadêmica e do trabalho dito como “convencional”, consequentemente para ter talvez um um “futuro mais estável” para entrar no ramo da beleza, que já pelo nome, remetem à ideia de que é uma área menos importante. Como se um médico, um professor, um advogado valesse mais que um Maquiador, um cabeleireiro e etc.

 

Seja lá qual for o trabalho, você só se torna um bom profissional se tiver estudo, comprometimento e amor pelo que faz. E não importa quantos anos de carreira você tenha, quantos certificados tenha engavetado. Você nunca saberá tudo!

 

Quando eu decidi me tornar maquiadora, mudei totalmente o rumo da minha vida e isso foi lá em 2009, quando a maquiagem nem era esse “boom” todo que é hoje. Talvez se eu tivesse continuado na Psicologia, teria uma vida muito mais segura em termos financeiros (e eu tenho certeza que seria uma boa profissional), mas a pergunta é: Será que eu estaria feliz?

 

Ter uma estabilidade financeira é sem dúvida um conforto, mas eu me permiti arriscar e hoje depois quase 10 anos só tenho um arrependimento: Não ter descoberto isso antes (mas tá.. tudo acontece na hora certa ne?)

 

Para mim, o que vale é você ser feliz. Pouco importa o cargo que ocupa. A satisfação em trabalhar com o que lhe preenche é o que faz a diferença. Se você faz por amor, precisa se orgulhar disso e não esperar o consentimento do outro.

 

Vez ou outra, ainda escuto uma piadinha. Já topei com todo tipo de gente. As vezes dou risada, as vezes fico brava – mas uma coisa é certa: Elas não tiram a minha paz, muito menos me fazem fraquejar. Somos feitos de muitos gargalos, isso é um fato! No entanto, quando estamos bem-resolvidos sobre determinada coisa, não há nada e nem ninguém forte o bastante para nos fazer recuar.

 

Tudo que fazemos hoje, colheremos amanhã. Isso é uma verdade! Se você semeia o bem, com toda certeza o bem voltará. Seja você um incentivador de pessoas. Alguém que transmita positividade e confiança para o outro. Vibre com a felicidade alheia. Estenda a mão para quem, às vezes, precisa de um empurrãozinho. Isso faz a diferença nos dias de hoje.

 

Não há nada que me comova mais do que encontrar pessoas empáticas, que se preocupam. Isso me deixa verdadeiramente feliz e com esperanças na humanidade. Se decidirmos “somar” ao invés de diminuir, estaremos dentro dos planos que Deus nos concedeu.

 

Se está em nossas mãos o poder de contribuição para um futuro melhor, então por que não fazer? ♥

Compartilhe este artigo

Sobre medos e dificuldades

Sempre reforço para minhas alunas que tudo é uma questão do quanto nos mantemos motivados, mesmo diante das adversidades. Para todos os medos que a gente tem, grande parte deles podem ser solucionados com uma simples palavra: Foco.

medos-e-dificuldades

 

Eu sei, as vezes encontramos muitas barreiras, mas nenhuma delas podem ser maiores que a nossa força de vontade! E nem pense que você é só mais um na multidão.  As coisas demoram a acontecer..

 

Tornar seu nome “conhecido” não é da noite pro dia (a menos que você seja um sortudo – ou faça alguma coisa muito mirabolante ou que você tenha muito dinheiro) Fora isso, se for da forma convencional, que é de passo em passo, divulgando seu trabalho, demora mesmo. Não compare seu progresso ao de ninguém. Cada pessoa tem o seu ritmo!
Quando você batalha muito para a realização de um sonho, você está trabalhando muitas coisas ao redor disso. Sua perseverança e paciência estão sendo postas à prova. O “Não” bem sonoro que vez ou outra poderá aparecer, deverá ser encarado como impulso e não motivo de desânimo. O “SIM, EU SOU CAPAZ” é a chave que abre as suas portas. A força do pensamento positivo emana muito mais energia do que você pode sequer imaginar.
Não existe receita infalível para alcançar o sucesso. Seja ele, em qualquer coisa que você faça. Antes de clamar por ele, trabalhe. Trabalhe muito. Dedique-se. Se você for uma pessoa de perfil acomodado, comece então a trabalhar primeiramente, seu íntimo. Faça uma reforma geral. Aqueça-se, em seguida, mova-se. Não vá esperando que a luz venha do nada ou que as coisas vão acontecer num estalar dos dedos, como mágica.

FOCO é tudo na vida! Depois, tenha uma certa dose de ousadia. Falo isso, no sentido de: Não tenha vergonha de mostrar seu trabalho. Se a peteca cair, porque encontrou algum espírito de porco no meio do percurso (acredite, isso tem aos montes) gente amargurada, que não pode ver ninguém lutando por seus sonhos, que tentam a qualquer preço te desmotivar só porque elas não foram perseverantes ou talentosas o bastante para lutarem por suas próprias convicções, não dê ouvidos para elas. Sério! Lembre-se da sua luta. Do seu potencial. Mantenha firme seu pensamento positivo e Você vai conseguir. Vai por mim. 🙂

E não se esqueça nunca de onde veio e de quem lhe ajudou. Não deixe que a vaidade tome conta. Todo caminhar, deixa pegadas. Pedir que venha a chuva, para apagá-las é como tirar da sua vida, uma parte de toda sua luta.

Mereça o crescer, o estar e o permanecer.

Compartilhe este artigo